30.8.09

O poder da transformação

Sempre ouvi dizer que para conhecer alguém de verdade basta dar-lhe poder.
E ao longo da vida tive “n” confirmações desta teoria.
É impressionante como as pessoas se revelam e o que são capazes de fazer quando acreditam estar “por cima”.
Vamos analisar no namoro, por exemplo.
Quando queremos conquistar, somos gentis, carinhosos, nos desdobramos para fazer coisas que podem impressionar o parceiro, por mais simples que possam parecer.
De repente, percebemos que o outro está apaixonado.
É como se eu já exercesse certo poder sobre aquela pessoa e então já não me dedico tanto.
Agora sim começo a mostrar quem realmente sou porque acredito que não preciso mais impressionar!
Até aí, tudo bem, até considero normal.
Mas algumas situações ainda conseguem me surpreender.
A política sempre proporciona cenas lamentáveis como as que estamos acostumados a ver pelos noticiários da tv, geralmente em nível nacional.
A guerra neste caso é bem mais preocupante porque além do poder e da conquista, envolve dinheiro e egos.
Neste final de semana presenciei um destes episódios lastimáveis da vida real, um pouco mais perto da gente.
No meio da disputa estava o patrimônio público, como sempre.
Na solenidade de posse do prefeito Hilário Andraschko, em Palmas, pessoas perderam a compostura, xingaram, gritaram, se ofenderam. Até agressão física rolou!
Me pareceu um círculo vicioso onde quem está no poder “se vinga” de quem já deu o que tinha que dar. Digo isso porque a antecessora, Joana D´ark de Araújo viveu algo parecido quando assumiu o poder público, há oito meses. Naquela ocasião, o ex-prefeito João de Oliveira também foi "expulso" do gabinete sob xingamentos dos opositores mais exaltados.
Não vou aqui questionar os méritos de agressores e agredidos, mas sempre acredito que este não é o caminho.
Será melhor usar o poder a partir de agora para mostrar como é possível realizar algo que realmente seja sinônimo de superioridade.
Os mandatos acabam, a história sempre se repete e às vezes os personagens mudam...

23.8.09

Algumas lições importantes

Lição nº 1 - Gestão do Conhecimento

Um homem está entrando no chuveiro enquanto sua mulher acaba de sair dele e está se enxugando. A campainha da porta toca. Depois de alguns segundos de discussão para ver quem ia atender a porta a mulher desiste se enrola na toalha e desce as escadas.
Quando ela abre a porta, vê o vizinho Bob em pé na soleira.
Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Bob diz: "Eu lhe dou 800 dólares se você deixar cair esta toalha."
Depois de pensar por alguns segundos, a mulher deixa a toalha cair e fica nua. Bob então entrega a ela os 800 dólares prometidos e vai embora.
Confusa, mas excitada com sua sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e volta para o quarto. Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro "Quem era?" - "Era o Bob, o vizinho da casa ao lado." - diz ela. "
Ótimo! Ele lhe deu os 800 dólares que ele estava me devendo?"
Moral da história: Se você compartilha informações a tempo você pode prevenir exposições desnecessárias!

Lição nº 2 - Chefia e Liderança:

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e na ruaencontram uma antiga lâmpada a óleo. Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um gênio. O gênio diz: “Eu só posso conceder três desejos, então,concederei um a cada um de vocês".
"Eu primeiro, eu primeiro." grita um dos funcionários.
"Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ternenhuma preocupação na vida!"
Puf! e ele se foi.
O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:" Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de pinas coladas!"
Puf e ele se foi.
"Agora você" diz o gênio para o gerente.
"Eu quero aqueles dois de volta aoescritório logo depois do almoço." - diz o gerente.
Moral da História: Deixe sempre o seu chefe falar primeiro.

Lição nº 3 - Zona de Conforto.

Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta: "Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?"
O corvo responde:
"Claro, porque não?"
O coelho senta no chão embaixo da árvore e relaxa. De repente uma raposa aparece e come o coelho.
Moral da História: Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar sentado bem no alto.

Lição nº 4 - Motivação:

Na África todas as manhãs uma gazela acordava sabendo que ela deveria conseguir correr mais do que o leão se quisesse se mantiver viva. Todas as manhãs o leão acordava sabendo que deveria correr mais do que a gazela se não quisesse morrer de fome.
Moral da História: Não faz diferença se você é gazela ou leão, quando o sol nascer você deve começar a correr.

Lição nº 5 – Criatividade

Um fazendeiro resolve colher algumas frutas na sua propriedade, pega um balde vazio e segue rumo às árvores frutíferas. No caminho ao passar por uma lagoa, ouve vozes femininas que provavelmente invadiram suas terras.
Ao se aproximar lentamente, observa várias garotas nuas se banhando na lagoa, quando elas percebem a sua presença, nadam até a parte mais profunda da lagoa e gritam: nós não vamos sair daqui enquanto você não deixar de nos espiar e for embora.
O fazendeiro responde: eu não vim aqui para espiar vocês, eu só vim alimentar os jacarés!
Moral da História: A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos.

Enviado por Wagner Ferreira.

19.8.09

Vamos deixar Deus fora disso!!!

Eu não costumo discutir questões relacionadas às Igrejas porque existe algo importante em que acredito:
Se a Igreja (independentemente de religião) faz bem a quem frequenta, traz conforto, motivação, prosperidade, qual o problema em querer retribuir?
Não vejo nada de errado nisso. Cada um tem liberdade de decidir o que lhe convém. Aprendi que o que vale é a intenção!
Ou você doa agasalhos nas campanhas com medo de que depois eles sejam usados ou estragados?
Não tem gente que paga pra ver palestra de auto-ajuda? Não tem gente que compra livros motivacionais? Ou faz terapia? Então...
Cada um faz da sua vida e do seu dinheiro o que quiser.
Agora, se quem administra estes recursos está fazendo coisa errada, isso é problema pra polícia.
E se os recursos estão abalando o império do "cidadão Kane tupiniquim" era mais do que esperado que viesse alguma reação por aí.
Aliás, ninguém que vê seus projetos ameaçados fica esperando de braços cruzados.
De qualquer forma, eu sou sempre favorável à democratização. Da Igreja, do dinheiro e da mídia...

6.8.09

NOVA GRIPE MUDA ROTINA DE PATO BRANCO

video

Quando fiz esta reportagem, conversei com alguns fiéis. Todos chateados por não poder ir à Igreja, mas muito compreensivos. Entenderam perfeitamente os motivos que levaram à suspensão das missas presenciais.

A reação foi bem diferente com o público dos barzinhos e boates. Foi aquela chiadeira!!!

Todo mundo revoltado com a atitude do prefeito, se achando no direito de criticar aos quatro ventos.

Pelo que entendo, a questão é a seguinte: cada um faz a sua parte.

Existe um fato: todo mundo vai passar pela nova gripe um dia. Mas não precisa ser todos de uma só vez!!!

Se o municipio não tem estrutura hospitalar pra atender todo mundo ao mesmo tempo, então é melhor traçar estratégias pra que a população adquira a doença aos poucos e assim, todo mundo terá o atendimento necessário, concordam?

Se com aulas e eventos suspensos a procura por atendimento nas unidades de saúde já é grande e o municipio recrutou cinco novos médicos, imaginem se a maioria das pessoas ficar doente junta???

Eu não quero correr o risco, por isso prefiro ficar em casa sossegada nestes dias. Até porque, mesmo vacinada, peguei uma gripe que me derrubou.

Mas teve gente que foi badalar em outras cidades onde está tudo liberado.

Poderiam pelo menos ter ido fantasiados de Michael Jackson com sua máscara negra!

Muito bem, cada um faz da sua vida o que bem entender.

Se tudo der certo, estes "cidadãos" que foram pra outras cidades badalar, terão o atendimento necessário por aqui quando precisarem.

E eu desejo que não precisem, claro!

Sobre filhos...

1. A educação não pode ser delegada à escola. Aluno é transitório. Filho é para sempre.
2. O quarto não é lugar para fazer criança cumprir castigo. Não se pode castigar alguém com internet, som, tv, etc.
3. Educar significa punir as condutas derivadas de um comportamento errôneo. Queimou índio pataxó, a pena (condenação judicial) deve ser passar o dia todo em hospital de queimados.
4. Confrontar o que o filho conta com a verdade real. Se falar que professor o xingou, tem que ir até a escola e ouvir o outro lado, além das testemunhas.
5. Informação é diferente de conhecimento. O ato de conhecer vem após o ato de ser informado de alguma coisa. Não são todos que conhecem. Conhecer camisinha e não usar significa que não se tem o conhecimento da prevenção que a camisinha proporciona.
6. A autoridade deve ser compartilhada entre os pais. Ambos devem mandar. Não podem sucumbir aos desejos da criança. Criança não quer comer? A mãe não pode alimentá-la. A criança deve aguardar até a próxima refeição que a família fará. A criança não pode alterar as regras da casa. A mãe NÃO PODE interferir nas regras ditadas pelo pai (e nas punições também) e vice-versa. Se o pai disse que não ganhará doce, a mãe não pode interferir. Tem que respeitar sob pena de criar um delinquente. Em casa que tem comida, criança não morre de fome . Se ela quiser comer, saberá a hora. E é o adulto tem que dizer QUAL É A HORA de se comer e o que comer.
7. A criança deve ser capaz de explicar aos pais a matéria que estudou e na qual será testada. Não pode simplesmente repetir, decorado. Tem que entender.
8. Temos que produzir o máximo que podemos, pois na vida não podemos aceitar a média exigida pelo colégio. Não podemos dar 70% de nós, ou seja, não podemos tirar 7,0.
9. As drogas e a gravidez indesejada estão em alta porque os adolescentes estão em busca de prazer. E o prazer é inconsequente, pois aquela informação, de que droga faz mal, não está gerando conhecimento.
10. A gravidez é um sucesso biológico, e um fracasso sob o ponto de vista sexual.
11. Maconha não produz efeito só quando é utilizada. Quem está são, mas é dependente, agride a mãe para poder sair de casa, para da droga fazer uso. A mãe deve, então, virar as costas e não aceitar as agressões. Não pode ficar discutindo e tentando dissuadi-lo da idéia. Tem que dizer que não conversará com ele e pronto. Deve 'abandoná-lo'.
12. A mãe é incompetente para 'abandonar' o filho. Se soubesse fazê-lo, o filho a respeitaria. Como sabe que a mãe está sempre ali, não a respeita.
13. Homem não gosta quando a mulher vem perguntar: 'E aí, como foi o seu dia?'. O dia, para o homem, já foi, e ele só falará se tiver alguma coisa relevante. Não quer relembrar todos os fatos do dia..
14. Se o pai ficar nervoso porque o filho aprontou alguma coisa, não deve alterar a voz. Deve dizer que está nervoso e, por isso, não quer discussão até ficar calmo. A calmaria, deve o pai dizer, virá em 2, 3, 4 dias. Enquanto isso, o videogame, as saídas, a balada, ficarão suspensas, até ele se acalmar e aplicar o devido castigo.
15. Se o filho não aprendeu ganhando, tem que aprender perdendo.
16. Não pode prometer presente pelo sucesso que é sua obrigação. Tirar nota boa é obrigação. Não xingar avós é obrigação. Ser polido é obrigação. Passar no vestibular é obrigação. Se ganhou o carro após o vestibular, ele o perderá se desistir ou for mal na faculdade.
17. Quem educa filho é pai e mãe. Avós não podem interferir na educação do neto, de maneira alguma. Jamais. Não é cabível palpite. Nunca.
18. Mães, muitas são loucas. Devem ser tratadas. (palavras dele).
19. Se a mãe engolir sapos do filho, a sociedade terá que engolir os dele.
20. Videogames são um perigo. Os pais têm que explicar como é a realidade. Na vida real, não existem 'vidas', e sim uma única vida. Não dá para morrer e reencarnar. Não dá para apostar tudo, apertar o botão e zerar a dívida.
21. Professor tem que ser líder. Inspirar liderança. Não pode apenas bater cartão.
22. Pai não pode explorar o filho por uma inabilidade que o próprio pai tenha. 'Filho, digite tudo isso aqui pra mim porque não sei ligar o computador'. O filho tem que ensiná-lo para aprender a ser líder. Se o filho ensina o líder (pai), então ele também será um líder. Pai tem que saber usar o Skype, pois no mundo em que a ligação é gratuita pelo Skype, é inconcebível o pai pagar para falar com o filho que mora longe.
23. O erro mais frequente na educação do filho é colocá-lo no topo da casa. Não há hierarquia. O filho não pode ser a razão de viver de um casal. O filho é um dos elementos. O casal tem que deixá-lo, no máximo, no mesmo nível que eles. A sociedade pagará o preço quando alguém é educado achando-se o centro do universo.
24. Filhos drogados são aqueles que sempre estiveram no topo da família.
25. Cair na conversa do filho é criar um marginal. Filho não pode dar palpite em coisa de adulto. Se ele quiser opinar sobre qual deve ser a geladeira, terá que saber qual é o consumo (KWh) da que ele indicar. Se quiser dizer como deve ser a nova casa, tem que dizer quanto que isso (seus supostos luxos) incrementará o gasto final.
26. Dinheiro 'a rodo' para o filho é prejudicial. Tem que controlar e ensinar a gastar.

(Palestra ministrada pelo Dr. Içami Tiba, Psiquiatra, em Curitiba, 23/07/08. )

Quem sou eu

Minha foto
Pato Branco , Paraná, Brazil
Jornalista da Tv Sudoeste, Rede TV! uma das emissoras da Rede Celinauta de Comunicação.